QUAL O SEGREDO DAS CRIANÇAS FELIZES?

crianças

Se você está aqui, lendo esse texto, é porque quer uma resposta pra essa pergunta, certo? Então, eu vou te contar um outro segredo: a resposta já está dentro de você, na criança que você foi e que ainda habita em você! Como a criança que você foi gostaria de ser tratado para ser feliz? Temos elementos que em nosso coração para responder essa pergunta! Mas muitas vezes falhamos em acessar como a nossa criança gostaria de ser tratada por agir de forma automática com base na criação que tivemos quando crianças e com base em nosso estado de espírito do momento. 

Na tentativa de deixar esse artigo bem prático para você refletir sobre esse segredo, vou enumerar algumas questões de suma importância para você refletir:

Somos os guardiões do segredo de nossas crianças

Mais um segredo? Sim!!! O segredo da sua essência, seu vir a ser! A sua potência. Seu devanir.  Portanto, a única maneira de fazermos um bom trabalho como pais é colocando de lado nossas projeções do que queremos que eles sejam ou como queremos que eles se comportem. Claro que nosso desejo é que eles ajam bem, mas precisamos criar um espaço seguro e de muito respeito para que sua essência floresça sem muitas interferências e rótulos.

Não enderece seu estresse e cansaço do dia a dia para seus filhos

Não podemos em hipótese alguma deixar que nossas frustrações, estresse, problemas e chateações estabeleçam o rumo do nosso relacionamento com nossos filhos. Consciência, presença e  saber preservar nossos filhos de nosso estado interno é fundamental.

Todas as mensagens que transmitimos para as crianças ficam registradas em sua mente e coração.

Se você insistir em ficar martelando na cabeça do seu filho que ele é bagunceiro, terrível, mal educado…é isso que ele vai ser! Mas se você encorajá-lo a agir melhor a cada dia, fazendo-o se sentir bem até mesmo nos momentos de desafio de comportamento, assim ele agirá. Imagine se seu filho pudesse ter em sua bagagem mental, o seguinte mindset:

  • Sou uma pessoa do bem
  • Sou realmente criativo e inteligente
  • Meu corpo é forte e saudável
  • Eu consigo fazer tudo o que me dedicar a fazer
  • Me dou super bem com as pessoas
  • Me sinto confortável e feliz na presença dos outros

Tome muito cuidado com tudo o que disser sobre seu filho. As crianças estão sempre ouvindo, mesmo quando você acha que não…

Cuidado também com coisas malucas que às vezes dizemos para amedrontar as crianças para que elas se comportem.

Por exemplo: “Se você não se comportar a polícia vai levar você embora.”, “Tira essa mão daí senão a professora vai cortar sua mão fora.”

Essas coisas não agregam nada e trazem uma sensação inicial de medo e posterior de que o que você fala não tem sentido.

Crianças só querem se sentir amadas, aceitas e importantes

Se você, em todos os momentos com seus filhos, mesmo naquela crise de birra super escandalosa ou quando parecem estar sugando sua última gota de paciência, se lembrar que as crianças só estão agindo assim porque querem se sentir amadas, aceitas e importantes, você naturalmente começará a validar suas ações e comportamentos e sugerir formas de agir diferente. Crianças precisam de amor, contato físico, se sentirem queridos e importantes, estímulos variados, conversa empática e conexão.

Escuta empática

Geralmente não conseguimos ouvir nossas crianças sem logo julgar e sair atropelando o que elas disseram. Há 3 maneiras de interromper a criança, dando sermão, distraindo (mudando de assunto) ou protegendo (tentando resolver o assunto pela criança). Essas são atitudes que não enriquecem o arsenal emocional da criança, por que ela recebe tudo pronto dos pais, que dizem o que ela tem que fazer para lidar com a situação, ou as tratam como coitadinhos ou trazem logo algo para distrair.Boas conversas são alimento para o cérebro. A melhor maneira de escutar as crianças é ativa e positivamente. Ao invés de dar conselhos, devemos fazer perguntas que as ajudem a encontrar respostas e concluam as coisas sozinhas. É assim que você ensina que elas conseguem chegar às suas próprias decisões sem que outros lhe digam o que fazer. É assim que elas adquirem auto-confiança e capacidade para lidar com os problemas.

O maior presente para a felicidade do seu filho: Presença genuína e atenta

Fazer coisas juntos é vital para as crianças. Se divertir, se entregar para a brincadeira de verdade, se joga de corpo de alma e voltar a ser criança com seu filho é de uma riqueza para a relação entre pais e filhos que você não tem ideia.

Não deixe de assistir esse vídeo sobre o poder da conexão por meio da brincadeira:

Aproveite esses momentos de pura conexão e diversão. Eles são preciosos e não vão durar para sempre.

Sabia que tenho um livro? O Conectando Pais e Filhos 2 trabalha de forma direta e motivadora orientações para os pais na missão de educador e criar os filhos em um ambiente com relações saudáveis! Compre aqui!

COMPARTILHE:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

contato@fernandateles.com.br